Rivalidade entre irmãos

Por mais que os irmãos se entendam e se amem, é normal que exista certa dose de rivalidade entre eles, afinal, eles dividem e disputam muitas coisas: casa, quarto, computador, amigos e, principalmente, a atenção dos pais.

Ciúmes e competição são sentimentos primitivos e inevitáveis encontrados em todas as espécies. A competição permeia as relações humanas tanto no trabalho e escola, quanto na família. Os problemas aparecem quando o indivíduo não possui habilidades para lidar com esse tipo de conflito. Imagine um adulto que não suporta ver um colega ganhando uma promoção ou que não tolera que a namorada dê atenção aos amigos. Não precisamos de muito esforço para perceber que este adulto sofre por não ter adquirido, ao longo do seu desenvolvimento, formas de lidar com este sentimento de maneira adequada.

Os pais têm enorme influência na forma como os filhos se relacionam. Portanto, é importante que os mesmos evitem comparações entre os irmãos. Frases do tipo: “por que você não é tão responsável quanto o seu irmão?” fortalecem sentimentos de baixa auto-estima e autoconfiança na criança que não tem essas aptidões.

Os pais devem conhecer seus filhos profundamente e saber distinguir e valorizar as qualidades de cada um. Só assim todos se sentirão amados e especiais, independente das qualidades e virtudes dos irmãos.

É importante que os pais entendam e validem os sentimentos de ciúmes dos filhos, pois, como já dissemos, ele é inevitável, mas que não permitam que tal sentimento leve a comportamentos agressivos e desrespeitosos. Quando esses episódios acontecerem cabe aos pais ouvir ambos os lados com cuidado para não tomar partidos ou sair em defesa de um dos filhos. Uma boa idéia é deixar que os filhos negociem sozinhos e cheguem as suas conclusões, cabendo aos pais intervir apenas se houver abusos. Os pais devem deixar claro que acreditam que os filhos saberão chegar em um acordo. Negociar e resolver conflitos são comportamentos complexos e importantíssimos para uma vida adulta saudável. Portanto, é importante que os filhos tenham a oportunidade de aprender logo cedo com as pessoas que o cercam.

Giovanna Vasconcelos e Desirée Cassado

Vivamus vel sem at sapien interdum pretium. Sed porttitor, odio in blandit ornare, arcu risus pulvinar ante, a gravida augue justo sagittis ante. Sed mattis consectetur metus quis rutrum. Phasellus ultrices nisi a orci dignissim nec rutrum turpis semper.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.